domingo, 6 de junho de 2010

Porque metade de mim é o que grito, mas a outra metade é silêncio..."





E que a força do medo que tenho



não me impeça de ver tudo que anseio


Que a morte de tudo que eu acredito


não me tape os ouvidos e a boca


Porque metade de mim é o que grito


mas a outra metade é silêncio..."

2 comentários:

  1. Este texto é maravilhoso!
    Parabéns pela postagem!
    Beijinhos
    Elida

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por fazer parte do meu cantinho...

    ResponderExcluir